A visita de Jesus a seu servo Reuel, amigo de Seu Pai

Certa noite, decide Jesus visitar em sonho Reuel, seu fiel servo e amigo de Seu Pai. No sonho, passava da hora de cear, Jesus e seu servo conversavam enquanto bebiam vinho, quando Reuel esvazia seu sexto cálice. E eis que, ao encher o cálice de seu servo pela sétima vez com um jarro de cerâmica que estava sempre meio cheio, nunca meio vazio, disse-lhe Jesus: “Em verdade, em verdade te digo que sou tão intolerante quanto Meu Pai. Se preguei nessa Terra o amor ao próximo, foi por saber que fariam justamente o contrário do que eu dissesse. Dois dias se passaram desde que ascendi aos Céus, e olha o que fazem os servos meus. Em m’Eu nome entram em guerras das quais não querem sair, só pelo prazer de matar e dominar. Em m’Eu nome, lincham ladrões, enquanto minhas palavras foram “atire a primeira pedra aquele que limpo de pecado estiver”, e apedrejam fieis de outras religiões por se sentirem os únicos possuidores da Verdade – e que morram mesmo esses pretinhos adoradores de Exu que eu nem ligo, aquele maldito sempre foi melhor na pelada que eu até com uma perna a menos. Não registre depois essa parte, por favor”, acrescentou, em voz baixa, por ver-se envergonhado pela cólera de outrora. “Mas, Rabi”, perguntou o servo, “e as confabulações que se fazem acerca de Teus filhos com Maria de Magdala – concebidos fora do matrimônio? O povo tem comentado, e preocupa-se Seu Pai com o que Seus fiéis possam pensar”. E respondeu-lhe o Mestre: “em verdade, em verdade te digo, meu fiel servo, que se pôde Meu Pai fazer com que uma virgem concebesse, que mal há que eu o faça a uma prostituta?”

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s